Desde que o lítio foi adotado para a fabricação de baterias, não existe mais bateria de notebook viciada.  No entanto, seu baixo desempenho pode estar relacionado ao fim da sua vida útil. Para entender mais sobre isso, continue a leitura!

1) O que é a bateria de notebook viciada?

Antigamente, as baterias eram fabricadas com níquel. Este elemento químico exigia que os usuários consumissem 100% da capacidade de carga para depois recarregá-la. No entanto, esta recomendação nem sempre era seguida, por isso era causado o chamado “efeito memória” (bateria viciada).

Com o tempo, este componente tornou-se obsoleto, até mesmo pelo fato de ser prejudicial ao meio ambiente. Deste modo, o lítio passou a ser adotado como seu substituto, extinguindo, assim, a bateria de notebook viciada.

No entanto, o lítio também sofre desgaste com o uso, o que pode ocasionar um desempenho ruim. Apesar de ser comumente relacionado à bateria viciada, o fato dela passar a oferecer menos tempo de autonomia ao notebook, diz respeito ao fim da sua vida útil.

2) Qual é a vida útil da bateria?

A vida útil das baterias de notebook é medida em ciclos, que pode variar entre 300 e 500. Cada cada ciclo corresponde à uma descarga e uma carga completa da bateria. Sendo assim, não é possível estimar em anos a sua durabilidade. O tempo de duração da bateria irá variar de acordo com o uso do notebook.

Saiba mais
Bateria de notebook: veja tudo o que você precisa saber
Manutenção do notebook: saiba como fazer

3) Tem como recuperar bateria viciada?

Embora existam diversos tutoriais milagrosos sobre como recuperar bateria de notebook viciada, não recomendamos que sejam seguidos. As chances de darem certo são bastante baixas e, ainda, você pode estar se expondo a riscos de queimaduras e outros ferimentos.

Por isso, ao constatar a perda de desempenho da bateria, indicamos que você realize o processo de calibragem. Caso não apresente melhora significativa, o ideal é que você substitua a bateria do notebook por uma nova.

4) Usar o notebook direto na tomada vicia a bateria?

Não. Todas as baterias fabricadas com lítio são imunes ao “efeito memória”. Por isso, pode ficar tranquilo ao utilizar seu notebook direto na tomada. Todavia, recomenda-se que a cada quinze duas você utilize o aparelho na bateria, para que haja uma ciclagem das células. Além disso, caso opte por retirá-la do computador durante este período, armazene-a com pelo menos 60% de carga, evitando que possíveis componentes sejam queimados.

5) Como evitar o “efeito vício”?

Uma vez que elas perdem propriedade independente do uso, é normal que as baterias sofram desgastes e apresentem queda de desempenho. Porém, existem alguns cuidados que você pode tomar para não sofrer com a, erroneamente denominada, bateria de notebook viciada.

Você deve fazer a limpeza do notebook periodicamente; evitar a descarga completa da bateria e não permitir que o aparelho esquente muito. Além disso, é indicado que a cada 6 meses você realize o processo de calibragem da bateria. Para isso, você pode seguir este passo a passo:

BÔNUS: a perda de desempenho da bateria e indicações incorretas sobre ela, como o tempo restante de uso, podem ser indicadores de que ela está sofrendo desgaste e precisa ser substituída. Porém, se você quiser se certificar desta necessidade, você pode testar a bateria de notebook, utilizando recursos próprios do Windows.

Estas são as principais perguntas sobre bateria de notebook viciada. Porém, caso a sua dúvida não tenha sido respondida, deixe nos comentários que iremos te ajudar!