Última atualização em

A bateria de notebook é um dos itens que mais geram dúvidas. Se você questionar qualquer pessoa sobre esse tema, certamente ela vai dar uma dica ou sugestão sobre como aumentar a vida útil do componente. Contudo, boa parte dos conselhos são baseados em mitos ou nas percepções individuais sobre o assunto, não em informações técnicas precisas e atualizadas.

Neste post, reunimos todas as informações necessárias para ajudá-lo a eliminar os mitos e conhecer os fatos que farão a diferença para a vida útil da bateria de seu notebook. Também indicaremos alguns critérios que devem ser usados para a compra e substituição desse componente quando necessário. Continue lendo e confira!

1. Por que escolher as melhores baterias?

A qualidade da bateria interfere diretamente na autonomia que o notebook terá para trabalhar completamente desconectado de uma tomada. Também impacta no tempo de carregamento do componente e na quantidade de energia consumida para dar uma carga completa.

Ou seja, quanto melhor for a bateria, mais rapidez na recarga, maior eficiência no consumo de energia e mais mobilidade serão agregados à rotina do usuário do notebook. Por outro lado, se esse componente for de má qualidade, ele poderá comprometer outras peças do notebook e diminuir a vida útil delas.

2. O que é bateria de notebook?

O notebook foi desenvolvido para dar mobilidade aos usuários de computadores. A ideia era permitir que as pessoas tivessem uma versão portátil de seus desktops, reunindo diversos componentes em um só aparelho.

Por exemplo, a versão mais difundida dos desktops conta com teclado, mouse, monitor e CPU para funcionar corretamente. Além disso, o equipamento precisa ficar conectado a uma tomada para ser ligado e ao cabo de rede para acessar a internet.

Os notebooks, por sua vez, se aproveitam das baterias para eliminar a necessidade de manter o aparelho ligado a uma tomada o tempo todo. Antes, as baterias eram feitas de níquel-cádmio, mas agora todas são compostas de lítio e não viciam ao longo do uso. Essa mudança foi um avanço essencial para garantir um deslocamento facilitado dos usuários sem interromper as atividades e o funcionamento da máquina.

3. Para que serve a bateria de notebook?

A bateria é a peça responsável por armazenar e fornecer a energia necessária para o funcionamento dos demais componentes. Sua vida útil é medida em ciclos, sendo que cada um corresponde a uma carga e descarga completa do aparelho. Ela pode passar entre 300 e 500 vezes por esse processo dependendo da qualidade da célula de bateria utilizada pelo fabricante.

Logo, ao escolher uma nova bateria para notebook, é fundamental respeitar as características técnicas da peça. Usar itens originais ou da BestBattery evitará, por exemplo, o superaquecimento de outros componentes do equipamento e aumentará sua vida útil. Em alguns casos, o aquecimento de peças pode gerar o desligamento automático do notebook ou danificar outros componentes.

4. Quais são os diferentes tipos de bateria para notebook disponíveis?

Você já deve ter ouvido alguém comentando sobre a bateria estar viciada. Isso acontecia quando os componentes químicos usados para produção da energia eram o níquel-cádmio (NiCd) ou o hidreto metálico de níquel (Ni-MH).

Em ambos os casos, elas sofriam o efeito memória. Ou seja, se não fossem completamente descarregadas para iniciar um novo ciclo de carregamento, perdiam a capacidade de carga total com rapidez.

Os dois modelos se tornaram ultrapassados e obsoletos. Atualmente, nenhum fabricante de notebooks recorre a esses componentes para confeccionar suas baterias. Os materiais mais utilizados do momento são os íons de lítio (Li-Ion) e os polímeros de lítio (Li-Po). Abaixo, explicamos um pouco melhor como funcionavam as baterias de níquel e as de lítio.

4.1. Níquel

As primeiras baterias de notebook usavam o níquel e o cadmio para realizar as reações químicas que geravam a energia para o equipamento. Além do já mencionado efeito memória, sua autonomia era baixa e precisavam ser recarregadas com frequência. Ainda, o cadmio é um material químico altamente tóxico, o que dificultava o descarte da bateria após o uso.

Para reduzir alguns desses problemas, os fabricantes passaram a optar pelo hidreto metálico de níquel. O material era menos poluente, tinha uma capacidade maior de armazenamento de energia e era pouco suscetível ao efeito memória.

4.2. Lítio

O uso do lítio (Li) revolucionou a forma de produzir as baterias de notebook. O níquel foi abandonado, pois o novo componente químico consegue de duas a três vezes mais carga com o mesmo tamanho de bateria. Ou seja, a autonomia do notebook cresceu entre 100 e 200% após a adoção desse material.

O lítio também é considerado não-tóxico e completamente imune ao efeito memória. Logo, os usuários não precisam esperar que a bateria descarregue completamente para poder recarregá-la e utilizá-la. Note que, apesar dessa evolução, as pessoas continuam afirmando que alguns cuidados devem ser tomados para aumentar a vida útil do componente.

Atualmente, todas as baterias produzidas utilizam íons ou polímeros de lítio. A diferença entre esses dois materiais químicos está na pressão que exercem sobre as células das baterias e na capacidade de armazenamento de carga.

As baterias compostas por íons de lítio produzem uma pressão mais elevada para gerar a energia. Por isso, o melhor formato para as suas células de armazenamento é o cilíndrico. Já as compostas por polímeros de lítio produzem baixa pressão e podem ser armazenadas em células achatadas. Elas também fornecem o dobro de capacidade de carga, usando o mesmo tamanho de células.

5. Afinal, o que tem na bateria de notebook?

Como vimos no item anterior, as baterias são compostas por materiais químicos. Atualmente, os íons de lítio ou polímeros de lítio são os materiais mais usados pelos fabricantes. Esses elementos entram em reação química e produzem a energia necessária para manter o notebook funcionando.

Também são compostas por circuitos elétricos, responsáveis por conectar a parte química à corrente elétrica para recarregar a bateria e ao polo negativo, o qual é usado para alimentar o equipamento. Existem ainda os circuitos de segurança, que desligam automaticamente o polo positivo ou negativo quando há superaquecimento do componente ou quando sua carga está completa.

Isso quer dizer que alguns cuidados precisam ser tomados para evitar que os materiais químicos percam sua capacidade de reação ou para não danificar outros componentes. No tópico 7 listaremos os principais cuidados.

6. Como escolher a bateria para o notebook?

Mesmo as baterias de lítio sofrem um desgaste natural após determinada quantidade de ciclos de carga. Na maioria das vezes, elas precisam ser substituídas quando o software do notebook e outras peças ainda estão com boa performance e em bom estado de conservação. Por isso, é importante considerar 5 fatores na hora de escolher a melhor bateria para o seu notebook. Confira cada um deles:

6.1. Identifique o modelo do notebook ou da bateria

Cada fabricante pesquisa, aprimora e modifica os componentes dos computadores frequentemente. Por isso, os primeiros fatores a serem considerados são os que identificam a marca, a linha e o nome ou número do modelo.

Essa informação pode ser consultada no manual do notebook, em alguma etiqueta próxima ao teclado ou colada na parte traseira do equipamento.

6.2. Verifique o part number da bateria

Outra possibilidade para identificar a bateria do notebook é usando o código chamado part number ou número da peça. Esse código é formado por letras e números e está presente em cada componente do equipamento.

Ele serve para distinguir peças com formatos semelhantes, mas com funcionamento e compatibilidade diferentes. Para encontrá-lo, há duas alternativas que precisam ser avaliadas:

  • a primeira é a que ocorre na maioria dos notebooks. Eles têm uma bateria que pode ser removida de sua carcaça sem a necessidade de desmontar o equipamento. Nesse caso, você deverá desligar o equipamento, desconectá-lo da fonte de energia, destravar e remover a bateria. Procure o código que estará gravado diretamente na peça;
  • há ainda a possibilidade de recorrer a um técnico. Isso deve ser feito sempre que a bateria for interna à carcaça. Afinal, exige certo conhecimento para abrir e fechar o equipamento sem danificar nenhum componente.

Algumas vezes, além do part number, existirão outros códigos e etiquetas. Se ficar com dúvidas sobre qual é a informação correta, consulte um técnico. Os especialistas da BB Baterias estão aptos a ajudá-lo via telefone ou e-mail, por exemplo.

6.3. Confira a voltagem

Existem alguns modelos de bateria que possuem diferenças na voltagem e usar uma maior ou menor que a especificada pode danificar o notebook. Por isso, verifique quais voltagens são compatíveis com seu equipamento.

Essa informação pode ser conferida no mesmo local em que está gravado o part number ou em alguma outra parte da própria bateria. Lá, é possível encontrar a indicação de voltagens que também são compatíveis com o aparelho. Por exemplo, pode estar escrito 10.8V = 11.1V, ou seja, você pode adquirir um modelo semelhante, com voltagem entre esses parâmetros, que o aparelho não será danificado.

6.4. Observe o mAh

O mAh é a corrente da bateria. Quanto maior for o número, maior será a duração da bateria quando estiver desligada de sua fonte. Logo, a autonomia é calculada pela multiplicação da voltagem pelo mAh.

Caso você compre uma bateria com mAh inferior ao da sua bateria atual, o tempo de autonomia do equipamento vai diminuir. Entretanto, se comprar o componente com capacidade superior, a relação será inversa e haverá um aumento.

6.5. Compre em lojas confiáveis

Equipamentos originais ou paralelos possuem certificado de garantia emitido pelos fabricantes, com prazo de 8 a 10 meses. Já a BestBattery garante 14 meses de garantia. Em relação à vida útil, os da BestBattery têm até 5 anos, enquanto que os genéricos não passam de 12 meses. Por isso, fique atento ao componente comercializado pela loja, pois, se ele não for garantido pelo fabricante, provavelmente é falsificado.

Algumas lojas oferecem esses itens em busca de maior lucro na venda. Contudo, o componente pode funcionar de forma anômala, gerar picos de sobrecargas e queimar outros componentes.

Ainda que a compra de peças originais ou confiáveis tenha um custo superior, a qualidade e confiabilidade do produto compensam os gastos. Já os itens piratas precisam ser substituídos com maior frequência e apresentam grande probabilidade de funcionarem de forma inesperada. Logo, fique atento ao local que vende a bateria.

7. Como cuidar da bateria do notebook?

Além dos cuidados para substituir uma bateria de notebook, é necessário adotar algumas práticas para otimizar sua vida útil e a duração da carga. Abaixo, listamos 4 pontos de atenção a serem observados no cotidiano.

7.1. Evite altas temperaturas

Bloquear as aberturas presentes na carcaça do notebook, deixar o aparelho exposto ao sol ou usá-lo em locais quentes pode deteriorar as células de lítio. A consequência pode ser desde uma simples diminuição na capacidade de armazenamento até a explosão ou vazamento de gases da bateria.

Por isso, evite usar o aparelho apoiado sobre seu corpo. Não use panos, cobertores ou travesseiros como base do equipamento, pois eles impedem a ventilação. Também não deixe o notebook em lugares pouco ventilados ou expostos ao sol.

7.2. Use a tomada como uma aliada

Vimos que a bateria de lítio não vicia. Logo, não há a necessidade de deixar a bateria carregando completamente antes do primeiro uso do aparelho.

Também não é preciso esperar que ele descarregue totalmente. Sempre que houver uma tomada disponível, pode deixar o notebook plugado à sua fonte.

No entanto, se perceber que o equipamento está superaquecendo, o melhor a fazer é desligar o notebook e aguardar até que sua bateria volte a esfriar. Esse procedimento evitará que as células de lítio sejam deterioradas.

7.3. Guarde a bateria com carga

Algumas pessoas usam duas ou mais baterias para não ficarem sem carga em um momento importante, como em uma reunião com clientes. Caso você adote essa prática, nunca descarregue completamente a bateria antes de trocá-la e guardá-la.

Afinal, o chip da bateria continua consumindo energia mesmo fora do notebook e, caso não tenha alimentação, poderá queimar. Também há a oxidação que ocorre de forma mais acelerada quando as células estão sem carga. Em ambos os casos, isso pode inutilizar a peça.

7.4. Use uma fonte com garantia de origem

fonte é o que transforma a voltagem da energia que entra na bateria e realiza o seu carregamento. Ou seja, se ela tiver um funcionamento irregular, poderá comprometer o processo de carga das células e sobrecarregá-las.

Por isso, prefira comprar uma fonte original ou confiável e certifique-se de que ela tem a garantia do fabricante. Por exemplo, a BestBaterry oferece até 36 meses de garantia.

A bateria de notebook é um componente essencial para o bom funcionamento do equipamento, para a mobilidade e produtividade do usuário. Apesar de estar cercada por mitos e sugestões ultrapassadas, alguns cuidados básicos podem otimizar sua vida útil e funcionamento.

Agora que você já sabe mais sobre bateria para notebook, acesse nosso e-commerce e confira as melhores opções para o seu equipamento. Certamente, o custo-benefício será o melhor que encontrará!