O universo dos equipamentos eletrônicos está em constante desenvolvimento e é claro que as baterias que os alimentam não ficam para trás! Talvez você já tenha ouvido falar nas baterias Li-Ion ou Li-Po — que são as mais utilizadas atualmente em equipamentos como câmeras, smartphones e notebooks.

Os dois tipos de bateria apresentam grandes semelhanças em seu desempenho e composição, porém contam também com algumas diferenças significativas — principalmente em seu custo de produção.

Acompanhe-nos nesta leitura se quiser entender mais sobre as principais características das baterias Li-Ion e Li-Po!

O lítio (Li) como ânodo

Ambas as baterias possuem lítio (Li) em sua composição. Isso ocorre porque ele é um metal de baixa densidade e alto potencial eletroquímico, ou seja, produz muitos elétrons e é relativamente leve. Por essas características, o lítio é tido como metal ideal para compor o polo negativo das baterias atuais.

Como sabemos, toda bateria tem um polo negativo e um positivo (ânodo e cátodo). No caso das baterias Li-Ion, o cátodo é formado por outros metais, já no caso das Li-Po, são polímeros que desempenham o papel de polo positivo.

A densidade de carga

Essa variação em suas composições traz um efeito significativo no resultado final: as baterias Li-Po possuem maior densidade energética. O que isso quer dizer? Significa que elas tem mais capacidade de armazenar carga elétrica num volume menor. Para ser mais preciso, as baterias Li-Po podem ser até 20% mais leves que as baterias Li-Ion, tendo o mesmo desempenho.

Além de mais leves, as baterias Li-Po são compostas de materiais mais flexíveis que as Li-Ion. Então, aparentemente, as baterias Li-Po — amplamente utilizadas em dispositivos da Apple — são mais interessantes que suas “rivais”, comumente adotadas em dispositivos que utilizam o sistema Android.

O custo de produção

À primeira vista, as baterias de polímeros são realmente mais interessantes, porém elas ficam para trás quando se fala em custo de produção. O preço dos smartphones seria consideravelmente elevado se, de repente, todos eles utilizassem baterias Li-Po.

Então, para muitos fabricantes, compensa utilizar as baterias Li-Ion em seus equipamentos, visto que seu desempenho não deixa a desejar. Além de que ambas as baterias (Li-Ion e Li-Po) apresentam o mesmo sistema para liberar a energia armazenada.

Os cuidados com a bateria

É importante salientar que essas baterias utilizadas atualmente, seja Li-Ion ou Li-Po, não apresentam o efeito memória — popularmente conhecido como “bateria viciada”. Ou seja, não é necessário esperá-la descarregar completamente para fornecer nova carga. Também não há problema em retirá-la do carregador antes de atingir o 100%.

Mas o que acontece com todo tipo de bateria é a perda de desempenho sob o efeito do tempo. E, em ambos os casos (Li-Ion ou Li-Po), o ciclo de vida da bateria é bem parecido.

Lembre-se de que baterias de qualquer tipo não combinam com altas temperaturas! Portanto, evite deixá-las em exposição ao sol ou próximas a chamas de qualquer tipo. Além de prejudicar seu desempenho, há o risco de curto circuito interno. Se sua bateria está estufada ou costuma esquentar muito, procure o fornecedor e efetue uma troca.

O conhecimento é uma ferramenta muito importante, pois, ao entender o funcionamento das coisas, abandonamos os mitos e caminhamos por um terreno mais seguro. Dessa forma, podemos tirar maior proveito de nossos equipamentos eletrônicos, utilizando-os com sua maior eficácia.

Se você curtiu este artigo sobre as baterias Li-Ion ou Li-Po e pretende ficar por dentro das maneiras de aumentar a performance de seus dispositivos, assine nossa newsletter e receba as novidades por e-mail!